sábado, 14 de maio de 2011

Ser professor: será castigo ou burrice?

A Secretária de Educação do RN sugeriu que o Piso Nacional só será pago aos professores de início de carreira (o pessoal de Nível Médio). Isso representa um número pouco acima de 2000 professores. Quem já ganha o pisinho de R$ 890,00 não seria contemplado.

Acreditar que a categoria aceitará uma aberração dessas é a mesma coisa que qualificar todos os professores de burros. Onde fica o Plano de Carreira? Será que é pecado o professor ter nível superior, especialização, mestrado, doutorado? No Rio Grande do Norte é um grave pecado estudar, quem criou essa categoria de pecado foi Garibaldi Alves. Vilma seguiu a lei e Rosalba é a sua mais nova adepta.

Para completar o castigo do professor de maior graduação, o Governo já garantiu o cumprimento do Plano de Cargos dos demais servidores. Quando essas categorias estiverem recebendo os salários pela nova tabela, muitos ASGs estarão ganhando mais do que um professor de Nível Superior e especialista. Isso não significará que esses importantes servidores estarão ganhando muito, mas que o professor estará recebendo esmolas governanamentais.

Eu só quero saber com que autoestima o professor entrará na escola e encarará uma turma de alunos, sendo o servidor mais sem valor em seu local de trabalho. Mas isso é a política do DEM de priorização da educação.

Nenhum comentário: